Atualizado em 22 de março | 2022 por SAS

Existe inclusão na escola onde você atua? Quais ações são colocadas em prática para oferecer um ensino de qualidade a todos os estudantes, respeitando suas diferenças e limitações? 

A educação é um direito de todo cidadão, estando garantida pela Constituição Federal. Por isso, indivíduos que apresentam deficiência física, mental, além de minorias étnicas, nômades, entre outros, devem ter acesso ao conhecimento acadêmico básico e poder frequentar escolas regulares. 

Porém, muitas instituições não promovem um ambiente inclusivo e não apoiam os estudantes como eles, de fato, necessitam. Assim, os gestores tornam-se agentes importantes para a promoção da inclusão na escola. Quer entender como? Siga com a leitura!

O que é inclusão escolar e por que devemos pensar nisso?

Gestores e professores não deixem de incentivar a inclusão na escola!

Apoiar a inclusão na escola significa garantir o acesso e a permanência de crianças com diferentes características e necessidades dentro da instituição.  

A inclusão na escola favorece a quebra de preconceitos sociais, bem como estimula a aprendizagem de modo mais colaborativo. Além do mais, os estudantes com necessidades especiais passam a se sentir acolhidos e motivados a desenvolver seu potencial ao máximo. 

Quando a escola atua de modo a favorecer a inclusão, os benefícios impactam, a curto e a longo prazo, toda a comunidade. Apesar disso, a inclusão na escola ainda é um desafio. É o que mostram várias pesquisas pelo mundo. 

A Unicef para América Latina, por exemplo, registrou que 70% das crianças que apresentam algum tipo de deficiência não frequentam a escola. Esse é um número alarmante e mostra uma realidade que precisa mudar. 

Afinal, todo indivíduo tem direito à educação, como consta no art. 205 da Constituição. Além disso, o art. 208 ainda deixa claro que pessoas com necessidades especiais devem ter “atendimento especializado, preferencialmente na rede regular de ensino”. Dessa maneira, é preciso promover a inclusão na escola e adequar as metodologias de ensino, pois todos possuem capacidade para se desenvolver e merecem uma aprendizagem de qualidade.

Como construir uma escola inclusiva?

O SAS Plataforma de Educação acompanha você no processo de inclusão na escola.

Mesmo que ainda exista muito a se fazer, é fato que a sociedade vem progredindo quando se trata de inclusão na escola.

Tanto que o número de alunos com necessidades especiais matriculados em classes comuns cresceu cerca de 40% entre 2015 e 2020. Os dados são do Censo Escolar, publicado em 2020, e referem-se aos estudantes do ensino fundamental. 

O SAS selecionou algumas dicas do que você, enquanto gestor, pode colocar em prática para promover a inclusão na escola onde atua. 

Adaptações na infraestrutura

Ofereça ambientes acessíveis, com:

  • rampas;
  • escadas com corrimãos de ambos os lados;
  • elevadores;
  • banheiros com barras de apoio, tanto na área interna quanto nas portas;
  • pisos planos e sem desníveis superiores a 1,5 cm;
  • sinalização em braile nos espaços;
  • bebedouros em alturas diferentes etc. 

As mudanças na infraestrutura escolar são necessárias para que os alunos consigam se movimentar livremente dentro da instituição, aumentando o senso de pertencimento e acolhimento. 

Qualificação do corpo docente 

Os professores estão em contato direto com os estudantes, por essa razão é indispensável que saibam como trabalhar com alunos portadores de necessidades especiais. Grande parte do corpo docente não tem essa preparação nas faculdades e se vê perdida quando o assunto é inclusão na escola.  

Dessa maneira, os gestores devem promover programas de qualificação docente e criar ações institucionais que abordam o tema da inclusão. 

Investimentos em ferramentas tecnológicas

Implemente a inclusão na escola por meios tecnológicos! Recursos tecnológicos são uma ótima maneira de ajudar estudantes que possuem algum tipo de dificuldade. Invista em ferramentas multimídia para a sala de aula, tecnologia assistiva, jogos, audiobooks, entre outros. As possibilidades são diversas.

Compra de materiais didáticos que trabalhem a inclusão

Muitos livros trazem uma abordagem inclusiva, tanto nas atividades propostas quanto na própria maneira de ensinar os conteúdos. 

Desse modo, vale a pena dar preferência para esses materiais, pois eles irão ajudar os estudantes e orientar os próprios professores no planejamento das aulas. 

Promoção de um ambiente de diálogo e empatia

A inclusão na escola está relacionada com o respeito às diferenças, a ajuda ao próximo e a convivência em harmonia e de forma colaborativa. Mas para que isso ocorra, você precisa estar aberto ao diálogo e valorizar a empatia. 

Portanto, torne a sua escola um espaço rico em comunicação, no qual os estudantes sejam ouvidos, possam expressar ideias e sentirem-se livres para serem eles mesmos. 

Também promova eventos ou palestras que falem sobre a importância da inclusão, abordem questões sobre bullying, discriminação, entre outras assuntos relacionados. 

Planejamento pedagógico priorizando atividades lúdicas e participativas

O planejamento pedagógico é focado nos aspectos gerais do ensino e precisa ser feito em conjunto com professores e coordenadores. Além disso, deve levar em consideração opiniões dos alunos e suas famílias. 

Dessa maneira, debata com os envolvidos a realização de projetos interdisciplinares nos quais todos os estudantes consigam participar. Ofereça ênfase em atividades lúdicas que respeitem as limitações das crianças e adolescentes.

Interação com as famílias dos estudantes 

Em qualquer situação, escola e família devem ser parceiras. Contudo, quando se trata de inclusão na escola, isso precisa ser uma regra. 

Portanto, organize reuniões regulares com os pais para entender suas dores, sugestões de implementações e evoluções educacionais do aluno. 

Essa interação ajuda na criação de um processo educacional melhor, permitindo que todos acompanhem de perto o desenvolvimento dos estudantes. 

Invista na contratação de profissionais de apoio

Além do professor, a escola deve contar com um profissional especializado em educação inclusiva. 

Ele será responsável por ajudar o docente na sala de aula, dar orientações ao professor e atenção especial aos alunos que possuem deficiências mais graves e que precisam de auxílio extra na hora de realizar alguma tarefa.]

Qual o papel do gestor?

Promova a inclusão na escola através de práticas pedagógicas inclusivas e boa infraestrutura escolar.

O gestor é responsável por coordenar todos os esforços relacionados à inclusão na escola. Ou seja, ele deve propor iniciativas, organizar ações para atingir objetivos estabelecidos e fiscalizar para que tudo saia de acordo com o planejado.

Quando o gestor adota uma postura que favorece a inclusão, é mais fácil estendê-la às demais esferas da comunidade escolar

Afinal, a gestão escolar serve de modelo para os colaboradores, bem como tem poder de decisão para fazer todos os ajustes que forem necessários para receber bem os estudantes. 

Por isso, o gestor tem um papel ativo na hora de trabalhar a questão da inclusão na escola. Lembre-se que esse é um tema extremamente relevante e que traz benefícios para todos os envolvidos. 

Os alunos portadores de deficiência ou em situação especial sentem-se acolhidos em uma escola inclusiva e têm a oportunidade de desenvolverem seu potencial sem sofrer discriminação

As vantagens, porém, não englobam somente esse grupo e estendem-se à toda comunidade (professores, gestores, funcionários em geral, pais e alunos que não possuem necessidades especiais). Afinal, eles desenvolvem a empatia diante da diversidade escolar. 

Esse é um grande passo para termos uma sociedade com menos preconceito e mais unida. 

O SAS sabe como a inclusão na escola é importante, por isso oferece apoio aos gestores e professores nesse processo

Entre nossas soluções, temos consultoria pedagógica,  recursos tecnológicos e materiais didáticos que o ajudam na hora de realizar ajustes inclusivos dentro da instituição de ensino que gerencia. 

Saiba mais clicando no banner abaixo e entre em contato conosco para saber como se tornar um parceiro SAS.