Atualizado em 30 de abril | 2021 por SAS

A interdisciplinaridade na escola é um assunto cada vez mais aprofundado e debatido dentro das instituições de ensino. O modelo clássico de separar e distinguir disciplinas tende a se tornar cada vez mais distante com o avanço da interdisciplinaridade. 

Mas qual a importância e os objetivos dessa abordagem pedagógica? Nos acompanhe neste artigo para saber mais.

O que é e qual o objetivo da interdisciplinaridade na escola?

Um conceito existente há aproximadamente 50 anos, a interdisciplinaridade na escola é basicamente a comunicação e interligação entre as matérias estudadas na escola. Um exemplo seria o estudo das fases da lua. Este tema pode ser explorado em um texto em português, observações e práticas em ciências, abordando como os diversos povos originários se guiavam por suas fases, entre outras possibilidades.

Tornar a aprendizagem mais significativa é um dos objetivos ao trabalhar a interdisciplinaridade na escola. Certamente, aprender os conteúdos de forma mais contextualizada e trazendo mais sentido junto a realidade contribui para que alunos se interessem mais. 

Dessa forma, um ensino mais alinhado com as necessidades de aprendizagens se reflete em alunos mais preparados, engajados, retendo mais conhecimento e atingindo melhores níveis de competências acadêmicas.

Além disso, outro objetivo interessante é tornar a escola um ambiente mais participativo e interessante para os estudantes. Uma forma prática de interdisciplinaridade é pensar nas disciplinas como um todo, da mesma forma como é aplicada em alguns exames, como o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). 

As questões dentro desta prova se entrelaçam e uma pode estar ou se relacionar com as outras de alguma maneira. Dessa forma, atenção redobrada e uma prática prévia contribuem e muito para atingir bons resultados.  

A interdisciplinaridade é uma aliada no desenvolvimento da educação!

Qual a diferença entre multi e interdisciplinaridade?

Na interdisciplinaridade escolar, os conteúdos se fundem com um mesmo horizonte, como se estivessem dialogando plenamente entre si.

No entanto, ao tratarmos de multidisciplinaridade o enfoque se modifica um pouco. Ao invés de vivenciar uma experiência de quase fusão de disciplinas, esta modalidade oferece um ensino em que as matérias se conversam, mas não de forma tão intensa como na interdisciplinaridade. As abordagens são diferentes.

A multidisciplinaridade trata do mesmo assunto naquele momento, por exemplo, porém cada matéria no seu aspecto e forma, sem se fundir com outra. 

Podemos pensar, por exemplo, que a disciplina de idiomas trabalhe a língua inglesa, em História se estude a independência dos Estados Unidos da América e nas aulas de Educação Física sejam feitos seminários sobre o destaque nas Olimpíadas obtido pelos ianques ao longo das décadas. 

Porém, tudo isso foi planejado isoladamente e realizado dentro dos horários específicos das disciplinas. Não houve integração de pesquisas, não houve discussão integrada dos tópicos e as apresentações ocorreram de modo isolado, assim como as avaliações.

Como promover interdisciplinaridade na escola?

Na implementação da interdisciplinaridade na escola é muito importante promover ações com serenidade e planejamento, acolhendo feedbacks e buscando melhorar sempre. Os passos abaixo contribuem para realizar isso de forma mais assertiva e segura. São eles:

Encoraje e facilite a flexibilidade dos professores para criar ações interdisciplinares

A escola deve oferecer os recursos necessários aos professores, sejam eles recursos financeiros, de pessoal, compra de licenças para uso de softwares, contratação de plataformas de educação, até materiais de papelaria, por exemplo.

Para que os docentes se sintam confiantes e proporcionem experiências interdisciplinares aos alunos é preciso que tenham as ferramentas adequadas para criar as estratégias pedagógicas necessárias para atingir os objetivos.

Além disso, é fundamental capacitar os professores para que usufruam disso da maneira mais assertiva possível e consigam executar um bom trabalho, com o apoio de gestores e coordenadores.

Proporcionar ferramentas aos profissionais da educação, assim como executar um cronograma de formação continuada, é fundamental para a interdisciplinaridade escolar.

Planeje-se!

Assim como é de praxe para qualquer professor na formatação das suas aulas, o planejamento é uma ação fundamental na aplicação da interdisciplinaridade na escola.

Dessa forma, reduz-se a ocorrência de eventuais problemas no decorrer das atividades, bem como aumenta a chance de conseguir êxito nas atividades pedagógicas.

Além disso, é com o planejamento que ocorre o diálogo entre os demais professores e disciplinas, podendo ampliar o alcance dos projetos propostos. No entanto, a escola precisa oferecer os momentos de encontro entre os docentes, bem como disponibilizar todo o suporte necessário para que os educadores consigam executar as atividades interdisciplinares planejadas com êxito.

Explore ao máximo os recursos digitais

É fato que as novas gerações se engajam nos estudos com a utilização de softwares e plataformas digitais. Os nativos digitais estão presentes e atuantes como construtores de seu conhecimento, dentro e fora do ambiente escolar.

Caso haja possibilidade, usufruir do ensino híbrido também é uma oportunidade excelente de alinhar o conceito de interdisciplinaridade entre docentes e alunos.

O ensino remoto não fica de fora. Nesta modalidade, também é possível organizar atividades em conjunto e assim aplicar propostas pedagógicas interligadas, sempre bem alinhadas e contextualizadas. Certamente, o aluno irá se engajar, pois verá mais sentido na aprendizagem. 

Não se esqueça do lúdico!

A escola deve aproveitar os momentos interdisciplinares para elaborar atividades lúdicas, dando espaço para o desenvolvimento da criatividade e de soluções inovadoras para problemas reais.

Principalmente nos primeiros anos de vida escolar, a ludicidade deve acompanhar o desenvolvimento pedagógico cotidiano, pois é através do lúdico que a criança cria, imagina e significa a aprendizagem.

A interdisciplinaridade na escola encontra na ludicidade uma importante aliada para construir saber e levar esta ferramenta de trabalho aos alunos menores também.

O desafio de buscar soluções para problemas reais pode ser lançado, instigando os estudantes a buscar diferentes meios de resolver questões. No entanto, o planejamento e os objetivos dessas aulas devem ser bem elaborados, para que não se percam com o decorrer das atividades. 

Utilize materiais didáticos contemporâneos e atualizados

Buscar parceiros com os melhores materiais é, certamente, um caminho para constituir com sucesso a interdisciplinaridade na sua escola.

Sempre atento às melhores estratégias de ensino, com o SAS sua escola irá garantir as melhores ferramentas de ensino e aprendizagem, com interação entre as matérias, tecnologia e, consequentemente, alunos mais motivados e engajados.  

Quais os benefícios trazidos pela interdisciplinaridade?

Ampliação da qualidade da educação oferecida pela escola

A instituição que opta pelo aprofundamento de conteúdos, obtido por intermédio da interdisciplinaridade na escola, adquire, entre outros benefícios, reflexos positivos em avaliações nacionais.

Um desses exames é o ENEM. Atualmente, o exame possui várias questões que abordam conteúdos de forma integrada. Dessa maneira, um estudante já habituado a lidar com este tipo de situação apresentará maior poder de percepção e interlocução entre as questões, um raciocínio mais rápido e, com isso, melhores notas.

Estimula o pensamento crítico

É de suma importância, como determina a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), estimular o pensamento crítico na formação de cidadãos e cidadãs conscientes para o mundo.

A interdisciplinaridade na escola estimula isso, uma vez que os alunos aprendem a ver o mundo de forma um pouco mais integrada, além de elaborar projetos voltados para soluções práticas.

Desenvolve a criatividade e a habilidade de resolver problemas

Entre as habilidades exigidas no mundo contemporâneo, estão a criatividade e a habilidade para solucionar problemas de interesse social. Chamadas de soft skills, a interdisciplinaridade na escola também contribui para aprimoramento de tais competências, pois coloca o aluno como centro e responsável por sua própria aprendizagem.

O estudante conecta saberes, busca soluções, lida com conflitos e é desafiado a se posicionar frente ao conteúdo e às atividades propostas de forma interligada. 

Explorar recursos tecnológicos amplia as possibilidades quando buscamos oportunidades na educação interdisciplinar.

Aprimora o trabalho dos educadores

Além de todos os benefícios acima citados, a interdisciplinaridade na escola aprimora e desenvolve o trabalho dos educadores, os quais atualizam-se e desenvolvem, ainda mais, o trabalho em equipe

Os produtos oferecidos pelo SAS Educação são completos e contribuem para o aprimoramento da sua instituição, inclusive neste aspecto, durante a formação continuada dos profissionais. 

O FOCOS é o programa de formação de professores direcionado às necessidades das escolas parceiras. São aulas e conteúdos on-line com o objetivo de auxiliar os educadores em seu processo de contínuo aprimoramento. 

BÔNUS! O ENEM e a interdisciplinaridade!

Como dito, o ENEM é uma avaliação que apresenta diversas questões em que o conteúdo é aferido de forma integrada. Pensando neste e em outros aspectos, o material didático do SAS para o Ensino Médio se destaca pela adequação às exigências curriculares do ENEM, assim como pelo aprofundamento e diversidade dos conteúdos abordados. 

Isso permite trabalhar de forma interdisciplinar, além de preparar os estudantes para os desafios contemporâneos

O SAS oferece uma valorosa parceria para a escola, disponibilizando os melhores materiais do mercado além do suporte para gestores e professores. Clique no botão abaixo e entre em contato com os consultores SAS!