Atualizado em novembro | 2020 por SAS

Nos últimos anos, os Recursos Educacionais Abertos (REA) ganharam popularidade no Brasil, sendo reconhecidos como instrumento de transformação da educação, com resultados significativos no rendimento dos alunos e apoio à formação continuada

Atualmente, com tantas informações disponíveis na internet e com o avanço de recursos tecnológicos, é impossível deixar de utilizá-los em sala de aula. 

Porém, antes o docente precisa saber se os materiais se tratam de recursos educacionais abertos, ou seja, materiais produzidos com fins educativos e, sendo disponíveis gratuitamente para estudantes e professores.  

Esse entendimento é fundamental, pois, na internet, existem diversos materiais gratuitos que estão protegidos por direitos autorais, o que impede que eles sejam copiados, alterados e compartilhados por terceiros. Dessa forma, é essencial que os educadores aprendam a maneira adequada de utilizar conteúdos produzidos e liberados por outras pessoas no ambiente digital.

Para entender mais sobre o REA e como utilizá-lo, continue a leitura!

O que é REA ?

O REA auxilia, ao mesmo tempo, professores, alunos e gestores ao proporcionar informação atual e relevante.

O REA (O conceito de Recurso Educacional Aberto), é uma ferramenta de educação inovadora, que incentiva o uso de recursos educacionais abertos como forma de democratização do acesso à educação e como forma de  melhorar a qualidade do ensino. 

Em 2002, o REA foi definido pela Unesco, como: “materiais de ensino, aprendizado e pesquisa em qualquer suporte ou mídia, que estão sob domínio público, ou estão licenciados de maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou adaptados por terceiros“. 

Grande parte dos conteúdos da web, assim como as obras que a gente assiste na televisão, têm o selo @copyright, que sinaliza que o uso ou cópia do material não são permitidos. Ou seja, é uma licença fechada.  

No caso dos recursos educacionais abertos, são utilizadas  licenças livres, chamadas Creative Commons (CC). A permissão de uso, adaptação e distribuição é sinalizada pelo selo (CC-BY-NC-SA), que significa que terceiros, como é o caso do professor, podem usar e adaptar

Entretanto, os educadores devem estar atentos, inclusive, para orientar os alunos,  que a utilização de obras de terceiros precisa seguir regras de citação de fontes, com inclusão das devidas referências bibliográficas,  a fim de não cometer plágio. 

Como já foi citado, o recurso educacional aberto permite cópia, porém, é recomendada a atribuição da fonte, mesmo quando o material foi alterado para atender às especificidades da aula. 

No Brasil, a Lei nº 9.610 / 1998  regula os direitos autorais e expressa algumas restrições sobre o uso de produções, mesmo para fins educativos. O debate em torno do uso de recursos educacionais abertos, licenças e a propriedade intelectual, tem se intensificado com a popularização do REA. 

No Brasil, foi fundada, em 2008,  a Comunidade REA-Brasil, da qual fazem parte especialistas da área da educação, como professores, gestores, pedagogos e cientistas, que recebem apoio para pesquisar, desenvolver e disseminar recursos educacionais abertos

Elementos principais do REA

De acordo com a fundadora do projeto REA.br, Carolina Rossini,  os recursos educacionais abertos se baseiam em três  elementos

  • Conteúdos  de aprendizado: podem ser livros, imagens, cursos, palestras metodologias de ensino e outros materiais que possam ser utilizados com finalidade educacional; 
  • Ferramentas tecnológicas: como softwares, programas e plataformas on-line que permitem gerenciar e divulgar os conteúdos;
  • Recursos para implementação: diz respeito às licenças de propriedade intelectual para publicar os materiais. 

Os REAs possuem, também, quatro liberdades que caracterizam esse tipo de material:

  • Usar: permissão de uso do original ou da nova versão criada a partir de outro REA em diferentes contextos;
  • Aprimorar: é possível adaptar ou melhorar o recurso de acordo com as suas necessidades;
  • Recombinar: a liberdade de fazer combinações e misturas entre REAs para criar outros materiais.
  • Distribuir: permissão para fazer cópias do material original ou da nova versão e, também, para compartilhá-los s.

Qual a importância e impacto do REA na educação?

O REA é, na verdade, mais do que uma ferramenta de auxílio ao professor.

A escola do século 21 é bem diferente da que existia no período industrial, quando os conteúdos eram rígidos, não dialogavam com a realidade  do aluno ou relacionava as disciplinas entre si. 

A utilização de recursos educacionais abertos não é só uma questão de manter a escola alinhada às tendência tecnológicas. É, também, uma estratégia pedagógica, pois a sua aplicação é totalmente coerente com diretrizes educacionais atuais como a BNCC, devido à questão da interdisciplinaridade e ao uso de tecnologias na educação.  

O uso de recurso educacional também está incluso nas estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE), na meta 7, que trata do incentivo às práticas pedagógicas inovadoras, com apoio de recursos tecnológicos livres. 

Entre as principais razões para a popularização dos recursos educacionais no Brasil e no mundo, estão:

  • Permite melhorar e adaptar conteúdos de acordo com as realidades locais; 
  • Encoraja o compartilhamento de recursos de aprendizagem entre instituições de ensino e educadores;  
  • Estimula o uso da tecnologia em sala de aula de maneira produtiva e estratégica;
  • Promove a inclusão social, com maior acesso ao conhecimento;
  • Possibilita o crescimento do protagonismo do aluno;
  • Contribui para melhorar o rendimento dos alunos;
  • Incentiva o acesso das pessoas ao conhecimento
  • Garante a democratização da educação;
  • Proporciona a formação continuada.

Como o REA pode ajudar na sala de aula

A criação de recursos educacionais abertos para alunos, ou entre os próprios professores, já é uma experiência de aprendizado. Isso porque fornece importantes conhecimentos sobre a internet e as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC)

Como já foi dito, o REA possibilita trabalhar conteúdos de maneira interdisciplinar, oferecendo ao professor a oportunidade de reciclar conhecimentos, analisá-los sob pontos de vista diferentes e repensá-los, a partir das novas linguagens da sociedade digital.

Para o professor, o universo do recurso educacional aberto também abre um leque de possibilidades para potencializar o currículo, pois há, na internet, uma infinidade de REAs voltados ao aperfeiçoamento profissional, como cursos e comunidades de educadores para compartilhar materiais, experiências e tirar dúvidas. 

Além disso, os conteúdos mais tradicionais, que não dialogam com as novas gerações, podem não atender às necessidades dos professores ou limitar sua atuação. 

O REA incentiva a criatividade em educadores e estudantes,  além disso, a produção coletiva de novos conhecimentos para a sociedade, estimula a curiosidade e a pesquisa entre os alunos.

Como aplicar o REA na sala de aula

Os recursos educacionais abertos podem ser aplicados por meio de diversos suportes, entre eles:

  • Videos;
  • Músicas; 
  • Podcasts;
  • Imagens;
  • Palestras;
  • Pesquisas;
  • Atividades;
  • Softwares;
  • Documentos;
  • Planos de aula;
  • Obras literárias;
  • Trabalhos escolares e acadêmicos. 

Vale lembrar que no uso do recurso educacional aberto ou Tics com alunos, é recomendável que sempre exista uma curadoria criteriosa de um professor para mediar o acesso dos alunos à materiais de qualidade. 

Outra dica é utilizar diversos meios para compartilhar os materiais, como e-mail, redes sociais, aplicativos e os repositórios on-line. Os repositórios também são uma ótima fonte de pesquisa para os professores buscarem referências.

Como o SAS pode te ajudar

O SAS oferece diversos conteúdos e serviços a fim de auxiliar escolas parceiras. Entre os seus serviços está a consultoria especializada, que ajuda na construção de currículos alinhados às necessidades escolares.Para saber mais sobre como a plataforma pode ajudar sua escola na missão de transformar pessoas por meio da Educação de Excelência, clique aqui e fale com nosso time de consultores.