Atualizado em 28 de setembro | 2020 por SAS

O letramento digital, atualmente, já é uma realidade em escolas do mundo todo, uma vez que as mídias digitais estão no cotidiano dos estudantes. No entanto, é necessário estar atento para filtrar, analisar e localizar as informações na  internet.

Trabalhar com letramento digital nas aulas pode ser muito benéfico, tanto para professores quanto para os alunos, devido aos inúmeros benefícios trazidos, dentre eles: 

  • Maior engajamento;
  • Maior colaboração;
  • Melhoria na comunicação;
  • Alinhamento à BNCC .

Ficou curioso para saber o que é letramento digital e quais suas propostas de trabalho? Então, continue com a leitura!

O que é letramento digital?

O letramento digital é a capacidade de compreensão das situações de leitura e escrita que acontecem no meio tecnológico  a partir de uma boa interação, processamento, acesso e desenvolvimento de múltiplas competências na leitura.

Nas competências da BNCC, o letramento digital é tratado dentro da cultura digital, sendo parte importante para essa estratégia de ensino justamente por problematizar o uso das tecnologias, envolvendo questões éticas e permitindo que o estudante aprofunde e utilize, de forma coerente, seus conhecimentos.

Contudo, para concretizar o letramento digital, o indivíduo precisa estar alfabetizado e pronto para interagir com o ciberespaço e a linguagem textual presente no âmbito digital.

Qual é a diferença entre letramento digital e alfabetização digital?

É fundamental entender que alfabetização e letramento digital são coisas distintas

Isso porque, antes do letramento digital, é necessário que haja a alfabetização digital, desta forma o estudante poderá acessar os conteúdos disponíveis na internet e, assim, configurar o primeiro passo rumo ao letramento digital.

No entanto, o estudante não alfabetizado digitalmente possui uma forma limitada de buscar um recurso digital, pois o seu uso se baseia na falta de discernimento sobre como utilizar as ferramentas.

Mas enfim, qual a diferença de ambos?

  • Na alfabetização digital o aluno é apresentado formalmente às letras, possuindo instruções de como utilizá-las no formato digital, apropriando-se da escrita;
  • Já no letramento digital o aluno é direcionado a fazer uso deste aprendizado dentro das mídias digitais, sabendo analisar o que é, ou não, útil.

Por que optar pelo letramento digital?

O letramento digital é benéfico em todas as idades e para todas as frentes da escola, sendo uma estratégia educacional que potencializa o interesse pelos estudos e incentiva a pesquisa, otimizando o aprendizado dos alunos.

Considerados nativos digitais, ou também geração Z, as crianças e adolescentes desta geração estão desde sempre nesse mundo híbrido, onde a fonte de construção do conhecimento não está voltada apenas à figura do professor.

Dessa maneira, alguns benefícios do letramento digital são:

  • Aprofundamento do ensino, uma vez que faz com que os conteúdos pedagógicos sejam elaborados de uma maneira muito mais voltada à realidade dos alunos e  fazendo com que complementem os conteúdos com pesquisas online fundamentadas.
  • Autonomia dos alunos, pois para que alcancem um papel mais ativo, é necessário que busquem fontes confiáveis, se aprofundando cada vez mais nos assuntos desejados e gerando mais autonomia sobre seus saberes.
  • Criatividade e colaboração, pois ao direcionar as atividades, o professor pode estimular o trabalho colaborativo, por meio de jogos digitais que exijam a resolução de problemas lógicos.
  • Comprometimento e engajamento, porque quando a escola oferece algo que os alunos se interessem e gostem, além de ser atual e moderno, o engajamento ocorre de forma natural e o comprometimento é muito maior. Por meio disso, pode-se ver a construção de sujeitos mais autônomos e engajados na obtenção de resultados.
  • Desenvolvimento pessoal e educacional, já que o pensamento da criança e do adolescente se modifica em relação aos estudos, passando a ser mais ativo quanto ao seu aprendizado, crítico a respeito das informações que busca e habilidoso na construção do repertório.
  • Resolução de problemas. Trabalhar o letramento digital na sala de aula auxilia no aprendizado de resolução de problemas no âmbito pessoal e também futuramente na vida profissional do aluno. Tal habilidade se constitui na análise e filtro das leituras no meio digital, afinal, é necessário mais do que ler, mas também saber interpretar, avaliar e decodificar o conteúdo. 

Além dos benefícios oferecidos aos alunos, vivenciando essa estratégia, os professores também tendem a ganhar muito, uma vez que estarão adaptados às necessidades de uma demanda tão atual e importante.

Como levar o letramento digital para a sala de aula?

É estimulante e interessante trabalhar os temas de formas variadas, principalmente com o apoio das tecnologias  e das variadas mídias, onde os alunos serão grandes produtores dos seus próprios conteúdos, sendo possível desenvolverem blogs, e-books, vídeos ou podcasts, por exemplo.

A fim de implementar o letramento digital às suas aulas, você pode organizar um projeto sobre sustentabilidade por meio da criação de um blog da turma, no qual todos poderão participar de forma colaborativa com textos, dados e conteúdos visuais e interativos. 

Dessa maneira, além dos objetivos pedagógicos almejados com o letramento digital, você tornará a aprendizagem mais visível, atraindo também o interesse de pessoas que não estão envolvidas diretamente na escola.

Ao mesmo tempo que a escola precisa ambientar-se ao uso das ferramentas digitais, alguns pontos para a implementação do letramento digital precisam ser vistos, tais como:

  • Se educar à respeito da tecnologia de informação e comunicação (TICs)

Muitos professores não possuem intimidade com a tecnologia e apresentam dificuldade em lidar com ela. Sendo assim, o educador precisa interagir com mais frequência com estes aparelhos, sistemas, aplicativos, e afins.

A tecnologia já faz parte, e fará cada vez mais, da nossa sociedade e do processo de ensino e aprendizagem. O estudo das TICs é contínuo e o professor precisa dominá-las para evoluir no planejamento voltado para o letramento digital.

  • Contar com os equipamentos necessários (notebooks e/ou tablets) 

Os aparelhos são fundamentais para que a estrutura acompanhe a necessidade dos alunos e do ensino em si. Desta forma, é essencial acompanhar a evolução tecnológica oferecendo ferramentas de trabalho mais modernas. 

Os tablets ou notebooks são boas opções de uso, pois são fáceis de manusear, mais dinâmicos e modernos, podendo ser levados até para pesquisas em áreas externas.

A Unesco vê o tablet individual como uma tendência de médio prazo na educação.

  • Motivar e incentivar a produção coletiva

A interação pode, e deve, ser estimulada com o uso das tecnologias. As oportunidades de criar situações interativas de forma interna, entre os alunos da turma, e externa, compartilhando informações com outras escolas, por exemplo, são muitas. 

Há variadas ferramentas onde os estudantes podem se encontrar virtualmente para trocar informações e elaborarem, assim, uma apresentação em grupo. 

  • Criar histórias virtualmente

No universo gigantesco da internet, a criação de narrativas virtuais se enquadra perfeitamente no letramento digital. Tanto a leitura digital como a elaboração de histórias para postagem em locais pré-definidos são ações que engajam. 

Essas criações podem ser feitas de maneira escrita ou ainda oralmente, por intermédio de vídeo e, posteriormente, alocadas em sites, páginas, blogs, destinados a isto e com o devido aval pedagógico.

Os novos letramentos digitais

O autor Moita Lopes, conceitua novos letramentos digitais como sendo ambientes que possibilitam debates e discussões políticas. Além disso, questões sociais podem ser colocadas em pauta pelos usuários.

No mundo virtual, os internautas passaram a unirem-se em comunidades com propósitos e interesses comuns, principalmente em redes sociais e blogs.

Para os professores que atuam com adolescentes, um ponto de interesse comum entre os jovens são as chamadas fanfics, que são narrativas onde a história envolve um determinado artista ou personalidade que detém a admiração de um grupo. Neste caso em especial, a criação das narrativas parte dos próprios membros, despertando a colaboração, o engajamento e a participação.

Como foi visto, o letramento digital como um todo, auxilia o estudante a atuar com mais segurança na sociedade, que desponta para uma vida cada vez mais inserida nas tecnologias.

O SAS Plataforma de Educação disponibiliza conteúdos e tecnologia que acompanham a BNCC, trazendo a solução ideal para sua instituição de ensino, oportunizando o estímulo do aluno a partir das melhores experiências digitais e através dos melhores produtos e serviços.

Para saber mais sobre o SAS e conversar com um dos nossos consultores educacionais, clique aqui.