Atualizado em 28 de setembro | 2020 por SAS

O modelo tradicional de sala de aula vem sendo amplamente modificado e precisa  se adaptar à nova realidade, por meio do uso de tecnologias na educação. 

Alunos e professores são os protagonistas de uma revolução que está sendo acompanhada diariamente, por isso, é fundamental entender melhor como usar as tecnologias como aliada no contexto educacional.

Nunca antes a educação e a tecnologia estiveram tão próximas e presentes nas práticas pedagógicas. Mesmo dominando como usuário, ou seja, utilizando computadores, redes sociais, e-mails e aplicativos, muitos educadores ainda não sabem a melhor forma de utilizar tais tecnologias de informação e comunicação, também conhecidas como TIC, na aprendizagem. 

Neste artigo você saberá como aplicar inovações digitais  em sala de aula, somadas aos valores essenciais na Educação Básica. Vamos lá?

O uso de tecnologias na educação

Utilizar diferentes maneiras de lecionar se tornou quase que obrigatório, principalmente, se o público é mais jovem, pois manter a atenção dos alunos somente apresentando os conteúdos no quadro está cada vez mais desafiador. 

O uso da tecnologia na educação foi se intensificando com o passar do tempo e contribuindo para atrair, cada vez mais, o interesse e o engajamento dos estudantes. Por isso, existem diferentes formas de unir o ensino tradicional à utilização de ferramentas digitais na escola, e uma delas é a gamificação.

A gamificação das atividades é um modelo avaliativo que preza pelo desenvolvimento do aluno, o estimulando a buscar todo o conhecimento necessário para obter progresso. A ideia proposta nessa atividade permite que os estudantes atuem como protagonistas na busca pelo autodesenvolvimento. Alguns exemplos de gamificação são: storytelling e desenvolvimento de jogos.

Este é um conceito que foi utilizado por muito tempo de maneira analógica e que, hoje, está disponível no formato digital

Outras opções de tecnologias na educação são  videoaulas, livros digitais, plataforma de exercício online e simulados digitais, tal como o Eureka. Eles podem ser feitos diretamente no computador ou tablet entre os alunos/grupos/escolas ou, ainda, contra o próprio aparelho. A robótica é outra novidade que induz ao protagonismo do aluno e melhora a assimilação de teorias matemáticas e físicas, por exemplo.

Estes são apenas alguns exemplos do uso das tecnologias na educação, demonstrando como ela foi ganhando seu espaço nas salas de aula.

Quais os benefícios das tecnologias na aprendizagem?

As novas tecnologias na educação chegaram para facilitar tanto o ensino quanto a aprendizagem. No entanto, sua utilização precisa ser realizada de forma correta e assertiva.

Intercalar atividades em ambientes off-line e ambientes on-line tem demonstrado bons resultados a quem o faz. O chamado ensino híbrido é uma alternativa para gerar interação e aliar estudantes e tecnologia, simultaneamente

Observar a atenção e foco dos alunos, estimular a curiosidade em buscar informações além das apresentadas em sala, são alguns dos benefícios do uso das tecnologias na educação. Além disso, atividades educativas realizadas por meio da tecnologia melhoram o rendimento dos alunos e auxiliam os professores a tornarem a aula mais fascinante.

Muitas ferramentas digitais oferecem diagnósticos de desempenho do aluno ao professor, isso ocorre através dos relatórios das atividades realizadas. Desta forma, é possível entender o progresso na aprendizagem do aluno em relação ao conteúdo.

Tipos de tecnologias na educação

Há uma série de tecnologias que podem ser utilizadas para ampliar as competências e  habilidades citadas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) na formação humana do aluno, como, por exemplo, a capacidade de trabalhar em grupo, a resiliência e a comunicação.

Porém, mais do que saber como usar as tecnologias na educação, é preciso entender o momento ideal para aplicá-las. Confira  os principais formatos abaixo.

Tecnologia da informação e comunicação – TIC

Utilizar as tecnologias na educação pode ser uma excelente oportunidade para sua escola alcançar ótimos resultados.

O uso das tecnologias da informação e comunicação na educação envolve diferentes formas de utilizar equipamentos para transmitir as informações aos alunos

Não há uma garantia de que a utilização de tablets e ambientes virtuais sejam responsáveis por um aprendizado mais efetivo, mas, se utilizados de maneira correta dentro das instituições de ensino, podem ajudar a desenvolver a criatividade e a gerar novos interesses. 

A UNESCO ( Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.) acredita que as tecnologias móveis podem ampliar e enriquecer oportunidades educacionais para estudantes em diversos ambientes e, justamente por isto, elaborou diretrizes sobre a aprendizagem móvel, documento que reúne várias orientações sobre como é possível aliar e garantir o uso de aparelhos móveis à educação.

Veja algumas sugestões que você pode utilizar em sala de aula: 

  • Gravação ou compartilhamento de vídeos para ilustrar histórias e conteúdos mais densos;
  • Criação de atividades em sites que podem compor uma parte da aula;
  • Criação de atividades em realidade aumentada. 

Inteligências Artificiais

Sabemos que por trás de quase todos os sites que visitamos há uma inteligência artificial que percebe nossos interesses, desejos e forma de consumo. Mas, como funciona essas tecnologias na educação? 

Funcionam por meio de trilhas individuais de aprendizado, direcionando o aluno para os conteúdos que ele precisa de mais estímulo. Ao gerenciar o aprendizado de cada aluno, o professor consegue direcionar seus esforços de maneira assertiva e com a possibilidade de resultados muito positivos. 

Já existem estudos que indicam que as escolas do futuro terão a grade curricular individual, onde cada aluno, ao definir que profissão ou área quer seguir, escolhe os conteúdos mais relevantes e significativos para sua formação.

Transmídias

A educação e a tecnologia formam uma dupla que pode conduzir o conhecimento de maneira muito mais favorável aos aprendizes. Ao iniciar um conteúdo que vai se transformando em uma história, e cada parte ou capítulo desta história pode ser acessado em diferentes lugares, é o que chamamos de transmídia. 

A integração de um livro + um tablet + um quebra-cabeça + a construção de um boneco que represente o personagem principal da história é um exemplo de que a interconexão de diferentes meios leva a uma experiência mais ativa e estimulante

A inteligência artificial é um poderoso auxiliar das transmídias, uma vez que pode conectar diferentes conteúdos em mídias que exigem formatos diferenciados.

Metodologias ativas e a tecnologia

Vimos até aqui que a utilização das tecnologias na educação pode trazer ganhos para alunos, professores, escolas e comunidade em geral. Mas, sem o olhar atento e profundo do educador, não é possível referenciar a tecnologia como o único agente da transformação. 

As metodologias ativas devem ser direcionada no pensar pedagógico, intervindo tecnologicamente nas necessidades individuais dos alunos, ou seja, ao preparar uma atividade baseada em um problema pode-se instigar a construção da solução com conhecimentos que sejam relevantes para um aprendiz em especial.

Ao utilizar o fundamento “aprender fazendo”, o professor tem a capacidade de gerar inúmeros insights e pensamento crítico por parte dos alunos, complementando e reforçando o trabalho entre times.

O contexto atual nos mostra que já é fundamental educar integrando as tecnologias na educação, e que ela deve se tornar uma aliada estratégica no dia a dia do professor, uma vez que estimula o protagonismo do aluno na sua jornada de aprendizado.

Que tal conhecer mais sobre , como superar os desafios do ensino remoto?

Para conferir as soluções de tecnologia educacional do SAS, e como podemos auxiliar sua escola, clique aqui!