Atualizado em novembro | 2020 por SAS

Com os alunos chegando ao Ensino Médio, certamente, muitas reflexões a respeito do propósito de cada um começa a surgir. 

Ensino Médio é a etapa da vida estudantil que marca o início do fim de um importante ciclo, exigindo tomadas de decisão dos alunos sobre seus próximos passos e projetos de vida. Por isso, é fundamental entender o papel do Projeto de Vida nas escolas, assim como seus benefícios ao aluno. 

Para debater o tema, o Guilherme Virgino, Supervisor de Experiência e Engajamento do Cliente do SAS, conduziu, no SAS Cast, uma conversa com a Thais Pereira, Gerente Executiva de Conteúdo, e com a Laís Tubertini, Gerente de Conteúdo do Ensino Médio, pontuando tópicos relevantes sobre o Projeto de Vida nas escolas e como implementá-lo. 

O que é o Projeto de Vida nas escolas e por que esse tema vem ganhando destaque? 

De cordo com Laís, o Projeto de Vida, mencionado na diretriz de número 6 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), está ligado ao conceito de propósito de vida, o que faz com que o indivíduo se motive todos os dias a buscar aquilo que almeja. Sobre a razão que tem levado o assunto a ganhar cada vez mais espaço no ambiente escolar, a especialista cita dois pontos: 

  • O contexto atual, de acelerada transformação, faz com que as escolas sintam a necessidade de comprometimento para com a formação integral dos estudantes, desenvolvendo competências e habilidades que favorecem a construção de um mundo melhor; 
  • A expectativa dos estudantes de se ter uma formação mais significativa e ligada aos seus interesses e necessidades. 

Thaís, por sua vez, pontua que a razão de se trabalhar o Projeto de Vida nas escolas vai além de questões vocacionais, ressaltando que se trata de oferecer meios para que os alunos reflitam sobre suas dificuldades, anseios, preferências e sobre o papel que deseja assumir na comunidade. Ou seja, se trata de prepará-lo para um cenário de constante transformação. 

Trabalhar o Projeto de Vida nas escolas é fundamental para ajudar os alunos a lidarem com suas dificuldades, anseios, preferências e definir o papel que deseja assumir na sociedade.

Qual a importância e benefícios do Projeto de Vida nas escolas? 

Segundo Thaís, o tema é fundamental para que o jovem não seja apenas levado pelas circunstâncias e tenha consciência de qual caminho seguir, com planos, objetivos e metas claros. Além disso, o Projeto de Vida nas escolas fortalece a construção da identidade do aluno, favorecendo a autoafirmação e a valorização de si próprio. 

Neste tópico, Laís acrescenta a importância do gerenciamento de incertezas pelo aluno, uma vez que ele não consegue controlar o que está por vir, mas pode definir quais valores éticos utilizar para as tomadas de decisões, por exemplo. Além disso, a especialista elenca três benefícios: 

  1. Prevenção ao esvaziamento do sentido à existência; 
  1. Possibilidade de antecipar e organizar condutas que possam viabilizar a conquista dos objetivos e a realização pessoal; 
  1. Transpor barreiras, desenvolvendo habilidades cognitivas e socioemocionais. 

Como funciona a solução desenvolvida pelo SAS para a implementação do Projeto de Vida nas escolas? 

Sobre a solução do SAS, Laís destaca a orientação e construção da identidade do aluno na busca de seu papel como cidadão e profissional, de modo que ele consiga projetar seu futuro continuamente. Além disso, o intuito é que o aluno seja protagonista da própria história, levando em consideração seu ritmo individual. 

Além disso, Thaís comenta que os professores terão, à disposição, um manual do professor, detalhando como conduzir o trabalho em sala de aula e acompanhar os alunos, bem como uma formação específica sobre o tema Projeto de Vida. Para os gestores, é disponibilizado um guia que sana as principais dúvidas a respeito da implantação. Já as famílias terão acesso a conteúdos elaborados por especialistas no tema. Thaís ainda ressalta que o Projeto de Vida nas escolas não deve ser visto como um componente curricular isolado, mas, sim, como um tema que atravessa diversos componentes e trabalhos realizados. Para organizar esse trabalho mais transversal, ela pontua que o SAS oferece um leque de sequências didáticas que mostram como introduzir o tema em aulas de outros componentes curriculares. 

Como as escolas podem trabalhar com o Projeto de Vida e como elas podem se preparam para realizar essa implementação da melhor maneira possível? 

Nesse ponto, Laís e Thais reforçam que a implementação depende muito do cenário da escola, pois cada um vai conseguir adequar de uma maneira diferente, seja por já ter ações voltadas para o tema, seja pelo modelo e estrutura da instituição, pois a solução também funcionará em modelo híbrido. 

O Projeto de Vida nas escolas apresenta muitos ganhos e é um diferencial para a vida dos alunos, dentro e fora do universo escolar. Para saber mais e se aprofundar sobre a solução do SAS, clique aqui