Os heróis da vida real: uma carta aberta de agradecimento aos professores

abril | 2020

Estamos todos um pouco estranhos durante a quarentena. Não é para menos, pois vivemos um momento totalmente novo. É um turbilhão de informações que, muitas vezes, mexem com a nossa saúde emocional e que podem, até mesmo, nos tirar o sono. Com isso, enfrentamos diariamente o desafio de conseguir nutrir uma rotina que nos faça sorrir, progredir e avaliar os aprendizados que podemos tirar desse cenário, seja na esfera individual, social ou global. 

Antes mesmo de precisarmos nos refugiar em nossos lares, para vencer a batalha contra o nosso mais novo inimigo invisível, nós do SAS sabíamos que teríamos que ser rápidos em propor uma solução de tecnologia educacional, que combinasse todas as nossas ferramentas digitais e que oferecesse suporte completo para nossas escolas parceiras, durante o isolamento domiciliar, sobretudo, para aquelas que ainda não utilizavam a tecnologia tão intensamente no seu processo de ensino-aprendizagem. Para elas, o desafio seria ainda maior.  

Nosso time inteiro se mobilizou e trabalhou, incansavelmente, durante dias para auxiliar mantenedores, professores e alunos a reconhecerem os seus papéis neste modelo de educação remota para a Educação Básica, que nos foi imposto de maneira tão emergencial.  

Desenvolvemos uma plataforma on-line, temos promovido webinares, podcasts e aulas ao vivo para todos os anos e disciplinas, por meio do nosso canal no YouTube, com o objetivo de trazer luz e possíveis respostas sobre a Educação pós-pandemia. Essa é a prova viva de que, por trás de grandes iniciativas, sempre existem grandes pessoas. 

Por isso, na semana do Dia Mundial da Educação e pouco mais de 1 mês depois de termos feito a transmissão da nossa primeira aula ao vivo da quarentena, temos muito o que comemorar e agradecer. Agradecer a todos do nosso time, mas, especialmente, ao agente da Educação que tecnologia alguma ainda se mostrou capaz de substituir: o professor. No nosso esforço diário para continuar levando educação de excelência aos alunos, sem dúvida, ele é o grande herói. 

 Na live SAS On-line, transmitida no último dia 22 de abril, o nosso convidado e filósofo, Clóvis de Barros Filho, trouxe excelentes reflexões sobre a figura do educador. Em uma conversa riquíssima de conhecimento e sabedoria, o pensador, juntamente com o nosso Diretor de Ensino e Inovações Educacionais Ademar Celedônio, refletiram sobre valores como plenitude, amor pelo legado e senso de justiça e pertencimento.  

Segundo Clóvis, cabe ao professor proporcionar o enriquecimento do repertório do aluno, construído a partir de referências para tornar esse processo o mais prazeroso possível.  

“Quando o aluno aprende tendo uma experiência prazerosa, ele tende a vincular aprender e ter prazer, aprender e se alegrar e, então, ele buscará sempre essa alegria por intermédio do aprendizado. E isso é um feito imenso do professor.” – Clóvis de Barros 

Isso não seria possível, principalmente agora, em tempos de distanciamento social, se não fosse pelo professor e seus superpoderes. Mesmo com a sala de aula vazia, sem as trocas presenciais dos alunos, o professor se esforça para conquistar e perpetuar o conhecimento, em um espaço que antes pertencia, apenas, ao influencer: a internet. A receptividade do aluno, com relação a este novo olhar sobre o professor, tem sido surpreendente.  

O canal do SAS no YouTube, por exemplo, neste último mês, registrou mais de 5 milhões de visualizações em nossas aulas, somando mais de 550 mil horas de aulas assistidas. Ao todo, foram mais de 2 mil aulas gravadas, e todo esse resultado não seria possível se não fosse pela contribuição, heroísmo e desenvoltura dos nossos educadores, que mostraram que o aprendizado remoto também pode ser prazeroso. 

Além desse aspecto, Clóvis e Ademar ressaltaram a importante missão do professor e da escola de conseguir incentivar o senso de coletividade e empatia do aluno, proporcionando um ambiente que o permita aprender e compreender, não apenas os referenciais de inteligência, mas a importância de dignificar a vida humana. Não só a sua própria, mas a de qualquer um.  

“Não se trata só de respeitar o colega do lado, porque ele é colega, pertence ao mesmo grupo, veste o mesmo uniforme e paga a mesma mensalidade… mas de respeitar qualquer um. E o respeito por qualquer um é a condição do triunfo do compromisso que temos, todos os educadores, com a sociedade e com a humanidade.” – Clóvis de Barros 

Podemos dizer que, juntamente com as equipes pedagógicas de nossas escolas parceiras, temos conseguido quebrar essas barreiras e exercer nossa missão. Vimos nossos heróis partirem do seu “mundo conhecido” para um “mundo desconhecido”, onde ele tem descoberto novos superpoderes, entendido seu novo papel e, principalmente, acumulado novas histórias e conhecimentos. 

No SAS, realmente existe uma correspondência entre coração, mente, palavras e ações. Sim, existe. E, hoje, vamos comemorar a primeira fase dessa travessia conquistada. Qualquer semelhança com a trajetória típica de um percurso de aprendizagem não é mera coincidência. 

Quer conhecer melhor as ferramentas educacionais do SAS, e como elas podem tornar sua escola uma referência na educação de excelência? Clique neste link.   

Categorias:

Autor do artigo