Atualizado em 8 de setembro | 2021 por SAS

Os simulados Enem agregam e muito aos alunos na jornada preparatória de estudos em busca dos melhores resultados no exame. Por isso, a escola que oferece um cronograma de estudos do Enem pode gerar muitos benefícios aos estudantes, desde o contato mais próximo com a prova até uma melhor apreensão dos conteúdos.

Nos acompanhe para saber mais como os simulados Enem podem ser empregados de maneira segura e eficiente nas instituições de ensino.

O que é simulado do Enem?

A prova do Enem é longa e, por isso, é preciso trabalhar diversos aspectos importantes para os alunos se sentirem preparados e os simulados Enem são um deles.

Primeiramente é importante esclarecer o que é um simulado: algo próximo da realidade. 

Certamente, quando incorporado em um treinamento e cronograma de estudo preparatório, os simulados Enem apresentam grande importância ao estudante.

Com o intuito de intensificar e refazer questões semelhantes ou que já foram utilizadas nos anos anteriores, os simulados Enem se diferem de simplesmente refazer as provas dos anos anteriores.

Para uma melhor eficácia dos simulados, portanto, a escola deve procurar a maior proximidade com a atmosfera do Enem na realidade. Tempo de prova, conteúdos, itens proibidos e permitidos: tudo isso deve ser organizado previamente de tal forma que o aluno vivencie previamente o que enfrentará no dia do exame.

Por que estudar com simulados?

Apesar de cada prova de vestibular ou exames ser de uma forma diferente, todas elas são desafiadoras. Além de intensificarem os o cronograma de estudos, os simulados também garantem ao estudante maior confiança na hora de fazer as provas e a redação.

Além disso, é por intermédio dos simulados Enem que ocorre a aproximação com toda a dinâmica que o exame requer.

Essa longa prova apresenta elementos de interdisciplinaridade, ao mesmo tempo que desafia o aluno a resolver problemas concretos e notavelmente presentes na matemática e suas tecnologias.

E por meio dessa prática, os alunos conseguem conhecer de perto o ritmo de resolução, o tempo, a estratégia, os pontos que podem ser melhorados e aqueles conteúdos que podem ser menos estudados.

Em outras palavras, é treinando que os candidatos ao Enem conseguem ter uma visão ampla do exame e pode assim aprofundar melhor os conhecimentos.

Saiba mais sobre simulados Enem e conheça detalhes sobre o exame clicando aqui.

4 Benefícios de estudar com Simulados Enem

Os simulados Enem do SAS têm precisão de 97% em relação às notas que os alunos atingem no Enem.

A maratona de provas exige do candidato um preparo tanto mental quanto físico. Por isso, os simulados Enem oferecem uma série de benefícios que contribuem, inclusive, para manter o cronograma de estudos. 

Listamos abaixo algumas vantagens de estudar para essa prova com simulados:

1. Aspectos fisiológicos e emocionais 

O nervosismo e baixa autoconfiança costumam atrapalhar (e muito) os candidatos em dia de prova. Então, mesmo que o aluno saiba que a prova é longa, vivenciar isso na prática contribui para o preparo na data final. O cronograma de estudos Enem costuma ser intenso, mas nada comparado à proximidade com a realidade que os simulados oferecem. 

Além disso, os fatores emocionais são fundamentais para que o estudante confie em si mesmo, mantenha a calma e o equilíbrio.

2. Potencialização da memória dos conteúdos 

Trabalhar a memória contribui para que o estudante lembre do conteúdo na hora da prova. Embora ele provavelmente já tenha estipulado um cronograma de estudos, a memória não pode falhar no momento do exame. 

Certamente, sobre esse ponto, os simulados Enem podem ajudar a fortalecer a memória a longo prazo, pois estudar por intermédio de questões potencializa o aprendizado.

3. Repetição e fixação

Treino, estudo, repetição de exercícios: todos esses fatores estão diretamente ligados a uma performance mais elevada no exame. Os simulados Enem, então, agregam muito nesse sentido, devido ao estímulo para o treinamento que os estudantes passam, ao prestarem esse tipo de prova.

4. Estudo por questões 

Embora o foco dos estudantes seja priorizar a teoria, o estudo através de resoluções de questões é importante justamente para retomar e verificar o que foi aprendido, colocando isso em prática. 

Além disso, o estudo por questões pode ajudar tanto os alunos quanto sua instituição de ensino a mapear os pontos fortes e fracos do conhecimento, aprimorando o que for preciso durante a trajetória rumo ao Enem.

Simulados Enem na sala de aula

Quando e como começar a fazer simulados para o Enem? 

A organização das áreas de conhecimento estudadas é essencial para que os alunos se preparem durante os simulados Enem.

Certamente, é nos anos finais do ensino médio que a preparação se intensifica. Mesmo que a maioria dos estudantes realize o exame, de fato, no terceiro ano, alguns optam pela inscrição já no segundo ano, com o intuito de ter uma visão mais ampla do que enfrentará no futuro.

Pensando nisso, gestores e professores podem contribuir para fortalecer essa preparação, propondo simulados do Enem na rotina da sala de aula. Isso pode ser feito da seguinte maneira:

  • Separe por blocos: dentro de um montante de conteúdos, separe por blocos de questões e aplique um simulado. Dessa forma, além de estudarem para as provas tradicionais, os alunos também poderão olhar para os simulados com atenção.
  • Redação: a redação é alvo de tensão em grande parte dos candidatos. Mesmo que esteja ligada à parte escrita, os temas da redação do Enem são debatidos o ano todo. Portanto, além da parte escrita, a próxima dica é fundamental.
  • Promova debates e seminários: promover discussões sobre assuntos atuais é muito importante para preparar os alunos  a criar seu repertório na hora de escrever. 

Além disso, temas atuais e relevantes também costumam aparecer na prova em questões alternativas. Por isso, manter as informações em dia é ter um diferencial que pode garantir preciosos pontos no exame.

  • Exercícios de provas anteriores: revisitar os conteúdos dos anos passados é muito importante para que o estudante se sinta confortável com o formato das questões. Os docentes podem colocar essas questões dentro dos exercícios do cotidiano, como forma de demonstrar na prática quais conteúdos estão presentes no Enem.

Cronograma de estudos com os Simulados Enem

Com um cronograma de provas bem estruturado e simulados Enem, os alunos podem organizar seus estudos durante o período de preparação para o exame.

Uma boa sugestão é que o cronograma da escola conte com dias específicos para a aplicação e, depois disso, um dia para comentar e corrigir a prova, parando naqueles exercícios que a turma demonstra mais dificuldade. 

Conforme os alunos vão corrigindo os erros, refletem sobre aquilo que fizeram e, assim, surge um rico momento pedagógico de intensificar a aprendizagem a partir dos equívocos.

Outra forma de estabelecer um cronograma de simulados Enem é trabalhar as questões pontualmente, em aulas específicas de cada área do conhecimento.

Mesmo que a escola ainda opte por outra forma de agregar os simulados no planejamento, o importante é praticar sempre, durante todo o ensino médio.

Os simulados Enem podem ter como base as provas dos anos anteriores. Mas sobre esse ponto, é importante pensar que os contextos sociais mudam. Dessa forma, o formato e os assuntos debatidos em cada edição refletem os acontecimentos mais relevantes para aquele momento. 

Conheça os Simulados do SAS

No momento de aplicar os estudos com os Simulados Enem, algumas questões podem surgir: onde fazer simulados do Enem? Quais simulados Enem escolher?

No SAS, é possível encontrar uma solução fácil para a aplicação de simulados Enem na sua escola. Confira aqui os simulados do nosso catálogo!

Além disso, o SAS possui todas as soluções pedagógicas, desde materiais até sistemas de gestão. Marque uma conversa com um de nossos consultores especialistas e entenda como aplicá-las em sua escola!