Atualizado em 11 de janeiro | 2021 por SAS

Na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os alunos que estão se preparando agora podem contar com mais um apoio: Cartilhas de Redação! Disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as cartilhas são materiais de acesso gratuito sobre a Redação do Enem. Entre elas, está a Cartilha do Participante, que traz os critérios de correção da redação, dicas e análise de textos com pontuação máxima.  

Acesse a Cartilha do Participante aqui

O material busca responder as principais dúvidas em relação ao processo de avaliação, comentando a estrutura do texto, bem como as cinco competências que guiam a correção.  

Relembre as cinco competências de redação, com comentários, neste link! 

De maneira geral, a avaliação da redação é realizada por, pelo menos, dois professores com graduação em Letras ou Linguística, de forma independente. Cada avaliador deve atribuir uma nota de 0 a 200 pontos para cada uma das 5 competências, somando a nota total de 1.000 pontos. A nota final é calculada pela média de ambas as notas dos avaliadores.  

Além da correção padrão, as cartilhas de redação do Inpe exploram também as particularidades da correção da redação de candidatos com dislexia e com deficiência auditiva.  

Os desafios de uma inclusão justa a todos os candidatos é algo que o sistema avaliativo do Enem vem buscando contemplar e aprimorar a cada edição. Para candidatos sob essas condições, por exemplo, as medidas mais comuns que são oferecidas são: tempo adicional à prova, tradutor-intérprete de Libras, leitura labial e videoprova em libras. 

A cartilha também elenca as características gerais da dislexia no que diz respeito à leitura e à escrita, duas habilidades importantes para uma boa redação. Leitura imprecisa, dificuldade de interpretação, dificuldade ao grafar palavras e elaborar textos por completo são alguns exemplos. A correção, por sua vez, leva tais características em consideração, conforme previsto no edital

15.9 Na correção da redação do participante com dislexia, serão adotados mecanismos de avaliação que considerem as características linguísticas desse transtorno específico. 

Por que é importante entender como funciona os critérios de correção da redação? 

Para além de compreender as competências que vão guiar a correção, é necessário que o candidato também entenda sob quais orientações os avaliadores observam em cima de cada competência.  

Cada competência conta com níveis de desempenho, pelos quais serão atribuídos a pontuação de 0 a 200 pontos.  

O candidato também deve estar atento às características que levam à atribuição da nota zero à redação.

São elas:  

  • fuga total ao tema; 
  • não obediência ao tipo dissertativo-argumentativo; 
  •  extensão de até 7 (sete) linhas manuscritas, qualquer que seja o conteúdo, ou extensão de até 10 (dez) linhas escritas no sistema Braille; 
  • cópia de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões sem que haja pelo menos 8 linhas de produção própria do participante; 
  •  impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;  
  • números ou sinais gráficos sem função clara em qualquer parte do texto ou da folha de redação;  
  • parte deliberadamente desconectada do tema proposto; 
  • assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;  
  • texto predominante ou integralmente escrito em língua estrangeira; 
  • folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho; e 
  • texto ilegível, que impossibilite sua leitura por dois avaliadores independentes. 

Conhecendo estas características, o estudante poderá se resguardar e não correr o risco de cometer alguns desses erros.  

Recomenda-se a leitura completa da Cartilha de Redação, pois, faltando poucos dias para o Enem, pode ser o necessário para o aluno buscar todo o preparo para realizar uma boa pontuação em redação e alcançar a tão sonhada aprovação.  

Saiba mais sobre o Enem.